Porto Blues Fest 2022 | Dois dias de blues nos jardins do Palácio de Cristal

A 5ª edição do Porto Blues Fest acontece nos próximos dias 29 e 30 de julho de 2022. 

O local escolhido é, mais uma vez, o palco da concha acústica dos jardins do Palácio de Cristal. Esta edição terá um total de 6 bandas/artistas de modo a celebrarmos da melhor maneira o quinto aniversário.

E, nada como anunciar esta nova edição com os Dr Feelgood que editam nas próximas semanas o disco Damn Right (o último disco Repeat Prescription data de 2006).

Os Dr Feelgood são o que podemos chamar de “instituição” do Blues mundial. Tudo começou nos anos 60 do século XX quando três amigos (Lee Collinson, Chris White e John Sparkes) decidiram começar a tocar uns temas à porta de pubs locais em Canvey Island no Essex. 

O resto bem é parte da história mundial da música feita no século XX e XI. Basta ouvirmos temas como King for a DayShe Does it RightBack in the Night ou You Shouldn’t Call The Doctor (If You Can’t Afford The Bills para sabermos que a história do blues rock passa pelos Dr Feelgood. A banda atualmente é formada pelos músicos: Gordon Russell (guitarra), Robert Kane (harmónica e voz), Kevin Morris (bateria) e Phil Mitchell (baixo).

Informamos que os bilhetes vão estar à venda dia 23 de maio.

Preocupação ambiental no Porto Blues Fest:

Adalberto Ribeiro (da promotora Trovas Soltas, um dos organizadores do festival em parceria com a In Rock We Trust e a Ágora – Cultura e Desporto do Porto, E.M.) diz-nos que o “Porto Blues Fest vai ser uma plataforma de consciencialização quer do público que o visita, quer da população em geral, para a necessidade de se reabilitar ecologicamente áreas ardidas, degradadas ou subaproveitadas, através da adequada gestão da vegetação e da plantação e manutenção de árvores e arbustos nativos da região com o objetivo de enriquecer a sua biodiversidade, sequestrar carbono, melhorar a qualidade do ar, proteger os seus solos e contribuir para uma melhor qualidade de vida das pessoas. Por isso resume-se numa palavra – FUTURO. Porque não existe futuro sem árvores.” 

Com o apoio do Porto Blues Fest vai-se reflorestar um hectare de floresta. Adalberto Ribeiro afirma que “esta foi a forma que encontrámos de compensar as emissões de CO2 produzidas pelo festival e participar no esforço conjunto para atingirmos o objectivo de emissões 0. Cada pessoa que irá assistir ao festival irá também dar o seu contributo para o sucesso desta missão, ao adquirir o seu bilhete estará a contribuir com 1 €, que será doado ao nosso parceiro, FUTURO – Projeto das 100 mil árvores“.